Tel: (77) 3424-3698 | Fax (77) 3422-7858

ATENÇÃO

Retificação do local da Assembleia de quinta-feira (08/03). A assembleia acontecerá no Salão Dom Vital (ao lado da Catedral) às 8:00 horas.

Lembrando que estaremos entregando às filiadas e filiados as camisas celebrando o dia 08 de março e água para a caminhada.

Clique na imagem para ampliá-la:

mudança de local

 

Todos os Profissionais da Educação da Rede Municipal de Ensino de Vitória da Conquista, filiados ao Sindicato do Magistério Municipal Público, estão convocados para a  assembleia extraordinária da categoria, que acontecerá quinta-feira (08), no Centro de Atenção à Criança e ao Adolescente (antiga MUVUCA), às 08:00 horas.

 

Contamos com a presença de todos!

Confira a convocação (clique para ampliar):

Assembleia extraordinária - março

Registro da visita do SIMMP à Escola Municipal Baixa da Fartura, sediada no Assentamento Santa Marta. A visita aconteceu na manhã de hoje (02/03) durante a reunião com os pais dos alunos.

Veja mais fotos através do link:

https://www.facebook.com/simmpvc/photos/pcb.1745371728819223/1745371215485941/?type=3&theater

WhatsApp Image 2018-02-28 at 11.12.11Na manhã desta quarta-feira, 28, o SIMMP esteve presente no Terminal Lauro de Freitas realizando panfletagem em protesto às condições de funcionamento do transporte dos profissionais da educação para a zona rural.

Durante essa semana, o serviço de transporte está funcionando de forma precária, uma vez que a PMVC suspendeu o pagamento de horas extras para os motoristas.  A diretoria do SIMMP conversou com os funcionários presentes no local que informaram que a orientação da Prefeitura é de que o serviço de transporte deva funcionar apenas oito horas por dia.

Os carros que partem em direção aos distritos de Baté Pé, Campo Formoso, Barrocas, Inhobim e Iguá mantiveram o funcionamento dentro de certa normalidade, apesar do quadro de docentes ainda não estar completo. Já outras localidades como Baixa da Fartura e Lagoa das Flores, que dependem do transporte fornecido pela  Secretaria de Educação – SMED, apresentaram dificuldades em relação ao deslocamento dos profissionais.

 Em virtude da determinação do não pagamento das horas extras, os carros estão saindo do Deserg (DepartamentoWhatsApp Image 2018-02-28 at 09.18.45 de Serviços Gerais) às 08:00 horas, estando no Terminal Lauro de Freitas às 08:23h, fazendo com que a previsão de chegada ao destino final tenha grande atraso. Essa situação deve perdurar toda essa semana, até que sejam contratados novos prestadores de serviço. Tal situação é preocupante ao se observar de que forma será garantida a carga horária dos estudantes, levando em consideração que esse fato compromete o cumprimento dos 200 dias letivos previstos na LDB -Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

Ricardo Brasil, diretor de Formação Sindical, afirma que a presença do SIMMP no Terminal Lauro de Freitas e a entrega dos panfletos é uma forma de se fazer presente e fiscalizar situação do transporte municipal, denunciando para população a situação vivenciada pelos profissionais da educação que lecionam na zona rural e das condições do transporte escolar ainda no início do ano letivo. O Sindicato do Magistério ressalta que também se solidariza com os motoristas que sempre cumpriram importante papel para o bom funcionamento da educação municipal.

DSC_0038_phixr (1)O ano letivo da Rede Municipal de Ensino teve início na manhã do dia 26/02, com a abertura da Jornada Pedagógica. Com o tema “Educar na contemporaneidade: repensando práticas, ressignificando saberes”, o evento aconteceu no Centro de Convenções Divaldo Franco e contou com a participação do SIMMP compondo a mesa de abertura.

A presidente Ana Cristina Novais cumprimentou os profissionais da educação participantes do evento, além das autoridades e convidados presentes à mesa, sem deixar de tecer críticas à realidade vivenciada pelos profissionais da rede municipal de ensino. “Valorizar o profissional da educação é pensar numa educação de qualidade. Apesar da presença massiva da categoria na Jornada Pedagógica, devemos lembrar que parte dos profissionais que aqui se encontram ainda não receberam o terço de férias. Nossa presença neste evento é uma prova de que o compromisso da categoria com a educação é muito grande”, afirmou a presidente.

DSC_0041_phixr (1)Ana Cristina salientou a necessidade da valorização profissional, diretamente ligada ao oferecimento de boas condições de trabalho e qualidade da educação, elencando uma série de questões presentes na rede.  Questionou o tempo reservado para os AC’s, enfatizando o cumprimento integral da Lei do Piso para a garantia dos direitos da base, discorreu sobre o aumento diferenciado do ano de 2017 e do pagamento em datas distintas do terço de férias, além da necessidade de abertura de novas creches e aumento do número de vagas disponibilizadas para a educação infantil, uma das metas fundamentadas pelo PME (Plano Municipal de Educação). Falou também do aproveitamento e valorização dos profissionais da nossa região para formações, além de cobrar acordos estabelecidos na Campanha Salarial 2017, tais como a reestruturação do Plano de Carreira do Magistério e elaboração do Plano de Carreira para os demais profissionais da educação, mesa permanente de negociação, plano de saúde do servidor e programa habitacional.

“Nós do SIMMP lutamos por uma educação de qualidade e todos os questionamentos expostos aqui serão abordados na Campanha Salarial 2018. É necessário pensarmos na qualidade do ensino como um todo, desde diretores, coordenadores, manipuladores de alimentos, porteiros. Pensar na educação é incluir todos os profissionais que desenvolvem esse trabalho. Ainda que tivéssemos a melhor proposta pedagógica e a melhor formação, é um erro não pensarmos em todos os profissionais que realizam a educação”, finalizou a presidente do SIMMP.

WhatsApp Image 2018-02-27 at 114742 (2)jpeg_phixrO evento que ocorreu durante o período da manhã, teve como destaque o palestrante António Nóvoa, reitor honorário e professor da Universidade de Lisboa, que abordou a importância de construir uma escola que atenda as demandas educacionais do século XXI, destacando que a escola atual ainda é um modelo de escola do século XX. O professor conclui sua palestra de forma brilhante, sendo ovacionado pela plateia ao afirmar que a democracia se encontra comprometida caso os profissionais da educação não se apropriem do seu campo de atuação, permitindo que grandes grupos empresariais transformem a educação no “negócio do século”. Nóvoa enfatizou a valorização da escola pública e dos seus profissionais em um dos slides apresentados: “Sem uma escola pública forte, sem professores valorizados e prestigiados, não há democracia nem liberdade. Não há futuro”.

DSC_0215_phixr

Na manhã da última quinta-feira (22), aconteceu a primeira Assembleia do ano de 2018 realizada pelo Sindicato do Magistério, ainda que tenha sido convocada durante o período férias coletivas, contou com grande participação da base, lotando o auditório da Câmara de Vereadores. A Assembleia extraordinária convocou a categoria para debater as seguintes pautas: Jornada Pedagógica, exoneração de coordenadores pedagógicos, nomeação de diretores biênio 2018-2019 e 1/3 de férias.

A assembleia teve início com os informes da base. A presidente Ana Cristina Novais comunicou que os profissionais da educação que tiveram os pedidos de pós-graduação indeferidos poderão levar seus documentos juntamente com a grade curricular até o SIMMP para que sejam encaminhados para a SMED. Também foi informado para a categoria que o SIMMP estará recebendo os contracheques dos profissionais da educação que tiveram descontos em seus vencimentos. Esses descontos deverão ser analisados e calculados caso a caso para que posteriormente possa ser enviado requerimento para a Secretaria Municipal de Administração.

A direção do SIMMP esclareceu que após reunião com a SMED, ocorrida na tarde do dia 21, foram discutidas váriasDSC_0228_phixr demandas da rede, como a questão dos diretores e coordenadores pedagógicos. Segunda a SMED, a posse dos diretores da rede municipal tem previsão para acontecer na primeira quinzena de março.

Todas as pautas foram tratadas na assembleia extraordinária da categoria onde os presentes apresentaram sugestões que foram postas em apreciação. Salientamos que o SIMMP segue na defesa dos direitos dos profissionais da educação e convocará assembleias ordinárias e extraordinárias sempre que se fizer necessário.

DSC_0034_phixrNa manhã desta terça-feira, 22, os aprovados no Concurso Público edital Nº 01/2013, organizaram um ato em frente à Prefeitura Municipal que se estendeu até a sede do Ministério Público Estadual. O grupo foi a público reivindicar os seus direitos e o SIMMP esteve presente durante todo o ato prestando apoio e solidariedade aos profissionais que aguardam a convocação.

Gilmarcos Brito Lima, um dos concursados, afirma que a manifestação de hoje tem o intuito de deixar claro o direito adquirido de todos aqueles que foram aprovados e esperam a convocação. “Nós estamos aqui lutando por um direito que é nosso desde o ano de 2013, quando fizemos o concurso público. A Prefeitura abriu edital, disponibilizou as vagas e nós conquistamos esse direito. A partir do momento que um cidadão é aprovado em um concurso, a lei é clara no entendimento do STF (Superior Tribunal Federal), quando diz que o candidato tem direito líquido e certo à vaga. Não estamos aqui pedindo nada, apenas cobrando o que é legalmente nosso”, completou Gilmarcos.DSC_0143_phixr

A pressão para que aconteça a convocação é grande, uma vez que o prazo para o fim do concurso é até o dia 26 de fevereiro e muitos profissionais sequer sabem se serão convocados. A indignação do grupo acontece pois, de acordo com o executivo municipal, o limite de gastos com pessoal previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) já foi extrapolado. No entanto, é preciso observar que a PMVC não apresenta com a devida clareza as vagas reais disponíveis e suas localidades. Além disso, é preciso se ater ao fato de que uma vez que o concurso prevê as vagas, ele deve ser cumprido em sua integralidade. Cabe à administração municipal dispor de suas ferramentas para empossar os concursados diante das vagas ofertadas em edital, verificando onde existem gastos indevidos e trabalhar no reparo destas questões.

Dentre os profissionais de diversas funções que aguardam a nomeação, estão também profissionais da educação, como o caso de Luís Antônio Neiva, que aguarda a convocação para professor. “Foram disponibilizadas três vagas para o cargo de professor de história. Dessas vagas, apenas uma está sendo preenchida, pois os outros colocados não assumiram ou pediram exoneração. Ou seja, de acordo com o edital, ainda existem duas vagas abertas, sem contabilizar mais três exonerações de professores de história que ocorreram durante esse período, totalizando cinco vagas reais que podem ser convocadas e que estão sendo preenchidas através de contratos temporários. Solicitamos esclarecimentos sobre as seleções que continuam acontecendo e sobre as novas convocações para contratados. Como isso pode acontecer se a Prefeitura alega a Lei de Responsabilidade Fiscal para os aprovados do concurso público de 2013 e abre nova seleção para contratados?”, questionou.

DSC_0128_phixrA recomendação feita pelo Ministério Público para que a Prefeitura Municipal tome medidas em relação ao concurso é clara, que todos os aprovados sejam nomeados dentro dos limites de vagas, garantindo o direito dos aprovados. O executivo municipal esteve no Ministério Público durante a manhã, solicitado pela Promotora de Justiça, Lucimeire Carvalho, para prestar esclarecimentos sobre o caso.

O SIMMP mantém seu apoio a todos os profissionais presentes no ato e continua na luta dos profissionais da educação que anseiam pelo direito adquirido através do concurso público e garantido constitucionalmente. Para a direção do SIMMP, o concurso deve ser respeitado, principalmente por ainda estar em vigência. O Sindicato do Magistério se faz presente dando suporte aos profissionais da educação e aos profissionais como um todo, em defesa não apenas da questão educacional, mas também em defesa do concurso de 2013, visando que todos os aprovados possam ser contemplados até o último instante dessa luta que não acaba no dia 26 de fevereiro. O advogado do SIMMP está entrando com uma medida protetiva e também acionando o Ministério Público a fim de resguardar os direitos dos aprovados no concurso a serem convocados. Garantir o direito dos profissionais da educação é a nossa principal bandeira.

Todos os Profissionais da Educação da Rede Municipal de Ensino de Vitória da Conquista, filiados ao Sindicato do Magistério Municipal Público, estão convocados para a  assembleia extraordinária da categoria, que acontecerá quinta-feira (22), na Câmara Municipal de Vereadores, às 08:30 horas.

 

Contamos com a presença de todos!

Confira a convocação (clique para ampliar):

assembleia 22-02-2018

 

Fonte: reprodução

materiablogNa sessão ordinária dessa sexta, 16, Pedro Paulo Barbosa Neiva, representante dos aprovados no último concurso da Prefeitura Municipal, realizado em 2013, cobrou a convocação desses profissionais, especialmente porque o prazo do concurso vai expirar no próximo dia 26 de fevereiro. Pedro é um dos aprovados para a função de agente de endemias que ainda não foi convocado. Ele pediu o apoio dos vereadores e falou que, nos 10 dias que restam de prazo, o prefeito atenda as solicitações dos aprovados e faça as convocações. “Como falou inúmeras vezes que faria”, pediu.

O representante ressaltou que existe uma recomendação do Ministério Público para que a Prefeitura Municipal tome algumas medidas em relação ao concurso. Entre outras medidas, o MP recomendou a nomeação de todos os aprovados, dentro do número de vagas, a eliminação dos casos de desvio de função e a nomeação dos professores aprovados no concurso e extinção dos contratos.

Para ele, a não convocação é injusta porque muitos dos aprovados chegaram a fazer um curso de treinamento pela prefeitura, ainda na gestão anterior. Alguns deixaram os empregos, frisou Pedro, mas não foram convocados. Sobre a resposta da atual gestão à recomendação do MP, alegou: “Aprovação em concurso público, dentro do número de vagas previstas em edital, gera direito público subjetivo à nomeação”.

Pedro relatou que a Prefeitura alegou a não convocação dos aprovados em decorrência dos limites com gastos com pessoal, previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Mas, ele afirmou que os profissionais querem uma explicação mais contundente da gestão atual, já que, atualmente, são 241 comissionados, com despesa mensal de mais de R$ 1 milhão, 1.791 contratos temporários que geram uma despesa mensal de mais de R$ 3 milhões, 16 cargos políticos que geram um gasto mensal de R$ 180 mil. Segundo ele, os dados foram retirados do site do Tribunal de Contas dos Municípios e são referentes ao mês de dezembro de 2017. “Que culpa nós temos da Lei de Responsabilidade Fiscal está sendo ultrapassada?”, questionou.

Fonte: Câmara Municipal de Vereadores

Link da matéria: http://www.camaravc.com.br/v01/release/tribuna-livre-aprovados-do-concurso-da-prefeitura-cobram-convocacoes

DSC_0056_phixrO SIMMP esteve presente na tarde desta quarta-feira, 07, na reunião promovida pela União de Mulheres de Vitória da Conquista. O encontro contou com a participação de representantes de entidade de diversos segmentos da sociedade civil e pautou a gestão das políticas públicas para mulheres no município.

Foi aberta uma roda de conversa para que as participantes pudessem se apresentar e explanar as vivências de suas entidades e das próprias experiências no que se refere a situação e representatividade das mulheres na sociedade atual. O principal ponto da reunião foi discutir a preparação das ações para o dia 08 de março através da construção de ideias para uma ação conjunta das entidades.

Para a diretora do SIMMP, Célia Silva, rever as mudanças da sociedade e a ampliação da participação da mulher é imprescindível. “Ao longo dos anos as mulheres ocuparam um papel de segundo plano na sociedade, sem direito a fala e vivenciando diversas violências. Romper com essas barreiras não é fácil e não é resultado de apenas uma entidade ou um órgão, mas de uma luta coletiva. O SIMMP, por se tratar de um sindicato que representa uma categoria majoritariamente feminina, deve estar atento e colaborando com todas essas questões”, afirmou Célia.

Para a presidente da União de Mulheres, Lídia Rodrigues, Vitória da Conquista sempre teve um movimento de mulheres bastante organizado e por isso todo o mês de março é representativo. “Esse ano buscamos tentar unificar todas as ações para potencializar as atividades do mês de março, especialmente no dia 08, Dia Internacional da Mulher. Através da reunião fechamos uma ideia muito interessante de promover uma marcha com a participação dos diversos movimentos de base e categorias da cidade. Estamos muito animadas com a presença de todas aqui nessa reunião, acredito que teremos um movimento muito bom e com certeza o povo de Vitória da Conquista vai sentir a força desse engajamento na cidade”, concluiu Lídia.

A União de Mulheres, o SIMMP e demais entidades participantes do grupo convidam todos os interessados a se fazerem presentes na macha dia 08 de março. As demais informações sobre horário e como os interessados poderão colaborar na realização do evento serão divulgadas em breve.

Para entrar em contato com a União de Mulheres ligue para: (77) 3424-4146.

SIMMP - Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista
Endereço: Av. Presidente Vargas, 335 - Alto Maron
CEP 45045-010 Fone: (77) 3424-3698 / 3422-7858